A delegacia de Campo Largo deve pedir a quebra de sigilo telefônico do diretor comercial das lojas Coppel, Valmor Hornig, 48 anos, assassinado com três tiros na cabeça e pescoço no início da madrugada de sexta-feira, em Colombo. A polícia investiga tentativa de assalto e execução.

Segundo o chefe de investigação da delegacia, Marcos Gogola, informou que também será solicitada a quebra de sigilo telefônico da esposa de Valmor. “Ele tinha sido o primeiro namorado dela. Os dois vieram de São Paulo para trabalhar em Campo Largo e planejavam viajar no Natal””, disse o investigador.

A polícia procura entender porque os bandidos não renderam a vítima no portão de casa. “Eles tiveram o trabalho de entrar por um portãozinho e usar uma chave de fenda para abri-lo e escalaram uma coluna para chegar à sacada. Tinham certeza que o primeiro quarto era o da vítima”.