As agressões praticadas por dois diretores auxiliares do Colégio Estadual do Paraná a um adolescente de 15 anos serão denunciadas formalmente hoje no Ministério Público.

O estudante foi agredido na tarde de sexta-feira. Toda a ação foi gravada por alguns alunos e disponibilizadas em um site de vídeos na internet. Segundo o advogado da família do jovem, Elias Mattar Assad, os funcionários do colégio cometeram um crime e serão denunciados por isso.

As imagens mostram o adolescente, motivado por uma tradição mantida há anos pelos estudantes, se jogando na piscina. Depois de cessada a brincadeira, os diretores e uma mulher o agarraram, agrediram, derrubaram e torceram seus braços. Após a imobilização, seguranças da escola o contiveram sob ameaças de aparelhos de descarga elétrica.