As ameaças de morte contra Claudemir Camilo Gomes, 17 anos, se confirmaram na tarde de domingo. Ele foi executado com quatro tiros, em uma lanchonete na Rua Antônio Hamilton Trevisan, Vila Zumbi dos Palmares, em Colombo. Seu primo, Cristiano Sampaio Gomes, 20, foi ferido com um tiro na perna.

Claudemir e Cristiano estavam se dirigindo ao bar, quando encontraram os assassinos na rua. “No caminho ele apontou para um grupo de rapazes e disse que eram eles que queriam matá-lo”, lembrou Cristiano. Pouco depois que o adolescente o primo entraram no bar, quatro encapuzados armados invadiram o local.

Os criminosos retiraram Claudemir à força. Do lado de fora da lanchonete, acertaram dois tiros no peito, um na cabeça e outro no pescoço do adolescente. Enquanto isso, um outro integrante do grupo tentava arrastar Cristiano para fora. Ele conseguiu escapar e foi ferido com um tiro na perna. Os dois primos foram socorridos por um parente e levados ao Pronto Socorro do Alto Maracanã, onde Claudemir chegou sem vida.

Namorada

O superintendente Job de Freitas, da delegacia do Alto Maracanã, informou que a intenção do grupo era matar os dois jovens. “Eles acabaram desistindo porque o Cristiano conseguiu escapar”, salientou o policial. Ele disse que depois de disparar contra os primos, o grupo fugiu a pé. Um dos integrantes tirou o capuz, antes de deixar o local e foi reconhecido por populares. “Já sabemos o nome de um deles. Nossos policiais estão trabalhando para prendê-lo”, afirmou Job.

A polícia ainda está apurando o motivo da execução, mas há informações de que seria passional. “Familiares da vítima informaram que as ameaças sofridas por Claudemir eram relacionadas com sua namorada. Um dos autores estava interessado na garota.