A morte de Wagner Roberto Martins, 19 anos, vulgo “Fininho”, foi esclarecida pela Polícia Civil de Pinhais. Um suspeito está preso e outro é procurado. Segundo a polícia, o motivo do crime foi dívida de droga.

A vítima foi crivada de balas, na Rua Piraquara, Jardim Weissópolis, em maio, em emboscada. Os assassinos usaram uma pistola calibre 9 milímetros, de uso restrito das Forças Armadas.

A família do jovem revelou, na época, que Wagner era usuário de crack, morava no Cajuru e tinha amigos em Pinhais. Dentro da pochete da vítima, havia uma carta escrita pela namorada de Wagner, em que ela pedia que o rapaz pensasse mais na filha e se cuidasse mais.

Mandados

O mandado de prisão temporária contra André da Cruz, 21 anos, foi cumprido ontem, no Jardim Weissópolis. Ao ser preso, ele confirmou a versão da polícia, que agora procura por Leandro Ribeiro da Silva, 19, apontado como autor dos disparos e um dos “patrões” do tráfico em Pinhais.

De acordo com o delegado Fábio Amaro, André teria atraído a vítima para que Leandro a matasse. “Wagner comprou umas pedras de Leandro e não pagou. Na segunda vez que ele foi cobrar a dívida, Wagner foi morto”, contou o delegado. André tinha passagem por furto, e Leandro, por tentativa de roubo. Quem tiver informação sobre Leandro pode ligar anonimamente para o telefone 3667-1598.

Calmaria

O delegado informou que, neste mês, apenas um homicídio foi registrado no município. “A nossa insistência no combate aos crimes contra a vida vem dando bons resultados”.