A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) divulgou, na tarde desta terça-feira (10), o retrato falado do suposto assassino do Morro do Boi, em Caiobá. Uma entrevista coletiva foi convocada às 15h, no Instituto de Criminalística, para que a imprensa tomasse conhecimento das características do acusado e também para mostrar como está sendo realizado o trabalho de investigação da polícia.

Para a realização do retrato foi necessária a colaboração da estudante, vítima do maníaco. Seu quadro psicológico era bastante delicado, por isso o trabalho teve que ser feito com muito cuidado. O delegado que coordena as investigações, Luiz Alberto Cartaxo Moura, se mostrou preocupado. “Vamos aguardar a liberação da psicóloga do hospital para finalizarmos o retrato”, disse.

Descrição

O acusado tem características bem marcantes. Ele é branco, levemente calvo, com cabelos pretos e olhos castanhos. Sua altura varia entre 1,75m a 1,85m e o peso entre 100 e 120 quilos. Ele apresenta pêlos nos braços e pernas e tem as mãos grossas. Sua idade aparente é de cerca de 30 anos e tem sotaque do interior.

O caso

A estudante, de 22 anos, e seu namorado passeavam por uma trilha no Morro do Boi, em Caiobá, no dia 1.º de fevereiro. No meio do caminho, eles foram abordados por um homem armado que os levou para uma gruta. O homem tentou abusar sexualmente da estudante, mas o namorado tentou impedir.

O assassino acertou um tiro no peito do rapaz, que faleceu na hora. A moça também foi baleada, mas sobreviveu e foi abandonada no local. Horas depois, o maníaco voltou e a violentou. Abandonados, os namorados só foram encontrados na tarde do dia seguinte.

Mais informações na edição desta quarta-feira dos jornais O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná.