Levantamento da Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) demonstra que houve aumento de 100% no número de motoristas detidos por dirigirem bêbados em Curitiba. A comparação é dos primeiros cinco meses deste ano, com o mesmo período do ano passado. Foram detidos 420 motoristas embriagados em 2012 e 846 neste ano.

Na comparação dos mesmos períodos, houve redução de 36,8% nas mortes no trânsito da capital (125 ano passado e 75 neste ano). “Acreditamos que esses números se devem à iniciativa do Governo do Paraná, que após a publicação da Lei Seca, determinou que se intensificassem as atividades de educação, fiscalização e repressão a motoristas embriagados”, afirma o titular da Dedetran, Armando Braga.

Rigor

Em 21 de dezembro do ano passado, entrou em vigor a Lei 12.760/12 – a Lei Seca. Com ela, o estado de embriaguez do motorista pode ser comprovado por exames de alcoolemia, vídeos, testemunhas ou outras provas. Antes, a embriaguez só poderia ser constatada por “bafômetro” ou exame de sangue, o que dependia da colaboração da vítima. A multa também aumentou para R$ 1.915,40, além da apreensão da carteira e retenção do veículo. Se for reincidente, o infrator tem que pagar R$ 3.830,80.