Foto: Portos Casela/O Estado

Policiais encontraram o corpo de um homem morto a tiros, queimado e com sinais de tortura.

Duas pessoas morreram e uma ficou ferida, na noite de sexta-feira e na madrugada de ontem, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Foram dois casos distintos, mas a polícia não descarta a possibilidade de os crimes estarem relacionados.

A primeira ocorrência aconteceu por volta de 22h de sexta-feira. Dois homens foram baleados no cruzamento das ruas Marcos Antônio Malucelli e João Karniak, próximo ao terminal de ônibus do Caiuá, na CIC. Eles foram encaminhados ao Hospital do Trabalhador em estado grave, mas Maycon Pereira Fernandes morreu antes de dar entrada no centro médico. O outro homem continua internado.

O segundo caso de violência foi ontem, pouco antes das 7h. Policiais da 3.ª Companhia do 13.º Batalhão de Polícia Militar receberam uma ligação informando sobre um encontro de cadáver na Rua Alfredo Constantino Moro, a algumas quadras do primeiro crime. Quando chegaram no local, os soldados Pacheco e Hupalo encontraram o corpo de um homem não identificado, com idade aproximada de 30 anos, morto com dois tiros na cabeça, sinais de tortura e parte do corpo carbonizado. ?O corpo foi parcialmente destruído pelo fogo, principalmente as pernas. Na mão direita, alguns dedos foram quebrados e outros amputados?, disse Pacheco. A pratica de tortura geralmente é utilizada quando o algoz quer alguma informação que julga importante. ?Ele foi morto a tiros em outro local e depois desovado aqui. O assassino trouxe o corpo enrolado num cobertor, jogou no canto da rua e ateou fogo?, completou o policial.

O homem era moreno, estatura baixa e estava com uma camisa azul. A calça e os sapatos foram consumidos pelo fogo.