Um “rio” de dinheiro foi apreendido por policiais militares do 17.º BPM, além de dois passaportes com vistos para os Estados Unidos, durante uma blitz em Fazenda Rio Grande, às 21h de segunda-feira. Houve troca de tiros e Celso Nunes Ribeiro, 35 anos, foi baleado e teve a sorte de uma das balas ter sido desviada por um maço de dólares. Ele foi levado ao Hospital do Trabalhador, e Paulo Emanuel Graça, 26 anos, à Polícia Federal, junto com o material apreendido, no total 63.833 dólares, 16.853 reais e 57.817 em cheques devolvidos desde 1998. Paulo alegou que vinha de Arapongas e apenas deu carona para Celso e uma mulher, que aguardavam o ônibus, no bairro dos França, em Ortigueira.

Os policiais abordaram o Fiesta, placa AKF-8952, de Campo Mourão, durante um bloqueio nas ruas César Careli e Xingu, bairro Pioneiros, conforme contou o tenente Anderson. De acordo com o relato de Paulo, ele obedeceu às ordens da polícia entregando os seus documentos. “Comigo estava tudo certo, mas quando os policiais pediram para o passageiro sair, ele atirou”, contou, acrescentando que uma das balas por poucos centímetros não o acertou. “Deitei no chão e não vi mais nada”, disse. Celso saiu do carro atirando com uma pistola, calibre 9mm, e foi revidado. Ele foi baleado na perna, na virilha e no peito, essa última bala furou um maço de dólares, que ficou manchado de sangue. Além do dinheiro escondido pelo corpo de Celso, uma grande quantidade de notas foi encontrada dentro de um travesseiro, que estava no carro.

Carona

Paulo relatou que trabalha com a família no ramo de restaurantes e iria a Caiobá, vindo de Arapongas, onde mora. Com o carro alugado ele passou por Ortigueira e resolveu dar carona a um casal que esperava o ônibus. “Eles fizeram sinal e estavam com travesseiro e cobertor na mão, além das malas. Não vi mal nenhum em ajudá-los”, contou. No caminho, ele deixou a mulher na CIC e levou o outro passageiro para Fazenda Rio Grande. “Não sabia que ele tinha esse dinheiro todo”, alegou. Como seus pertences, Paulo apontou uma mala de roupas e uma pasta com documentos relativos às suas fun-ções no negócio da família. Dentro do Fiesta, a polícia apreendeu um computador portátil, outras bagagens e dois passaportes com vistos para os Estados Unidos, ainda sem uso.

Paulo está detido na Delegacia da Polícia Federal, enquanto a situação é investigada. Celso está internado na unidade de terapia intensiva do Hospital do Trabalhador, sob vigilância policial.