A Justiça Federal determinou que a dona do cachorro que atacou um carteiro em Colombo pague R$ 3 mil aos Correios para ressarcir as despesas geradas pelo tratamento médico e pelo afastamento do empregado. O ataque ocorreu quando o empregado realizava entrega no bairro Campo Pequeno. O cão, da raça pastor belga, escapou da casa quando a dona abriu o portão.

O carteiro foi ferido na canela direita e precisou ficar afastado do trabalho por 15 dias. Desde o início do ano, foram registrados 103 casos de mordida canina em carteiros no Paraná. Em média, os empregados ficam cinco dias afastados das atividades para tratamento médico.