Fábio Alexandre
Sandro e Wilian foram surpreendidos por quatro bandidos.

Fuzilados por armas de variados calibres, Sandro Pereira da Silva, 26 anos, dono de uma loja de som automotivo, e seu cliente e amigo Wilian Rafael Nogueira, 16, foram executados no interior do estabelecimento, por volta das 16h30 de sábado, na Cidade Industrial de Curitiba. Eles foram surpreendidos por quatro homens encapuzados que invadiram a loja, na Rua Nelson Riecke, Sabará.

De acordo com informações passadas à polícia, um dos indivíduos, armado com uma submetralhadora, permaneceu na porta do comércio enquanto os outros três, também fortemente armados, entraram e dispararam. Sandro e Wilian foram atingidos diversas vezes e morreram na hora. ?Havia muitos projéteis, de quatro armas diferentes. No local do crime verificamos aproximadamente dez tiros em cada vítima, mas acredito que esse número dobre em exame complementar?, constatou a perita Jussara, do Instituto de Criminalística.

Fuga

Testemunhas contaram que, após os rapazes serem baleados, o homem que esperava na porta da loja ainda teria atirado em direção à sacada do piso superior do estabelecimento, onde estava uma jovem, que saía para ver a confusão. Segundo informações, ela seria mulher de Sandro e não foi atingida.

Após o tiroteio, os quatro encapuzados correram até um Uno branco, estacionado a uma quadra da loja e fugiram. As testemunhas não conseguiram anotar a placa do carro.

A polícia acredita que o motivo das execuções seja vingança. Comentários, no local do crime, eram que Sandro seria o homem procurado pelos matadores e que Wilian foi executado porque estava junto com o amigo. O crime será investigado pela Delegacia de Homicídios.