Duas mulheres foram presas, no final da tarde de segunda-feira (25), suspeitas de integrarem uma quadrilha que age na região metropolitana em roubos a caixas eletrônicos. Com elas, os policiais do 2.º Distrito Policial apreenderam celulares e uma banana de dinamite de quase um quilo.

Os policiais montaram a operação depois de receber denúncias de que a dupla estaria em poder de uma dinamite. Elas foram surpreendidas na avenida Monteiro Tourinho, no Honda Civic, placas ARF 4015, de Colombo, dirigido por Bruna Vicentini de Lima, 31 anos, que estava na companhia de Jennifer Karen Coutinho, 18 anos.

Elas seguiam para Colombo, cidade onde a banana de dinamite seria entregue. Menegildo de Oliveira Telles, foragido desde o final do ano passado, seria o receptor. A Polícia investiga se a dinamite seria utilizada mesmo em um caixa eletrônico, pela potência do material que poderia derrubar um sobrado.

Menegildo é procurado pela polícia desde o final do ano passado quando deu o golpe ao sair da Colônia Penal para ir ao dentista e nunca mais voltou. Ele foi preso por vários roubos e assaltos.

O foragido é um velho conhecido da polícia e até a mãe dele já foi presa por participação na quadrilha, em 2004. Tereza Oliveira Telles, à época com 64 anos, foi presa no Alto Maracanã, em Colombo, uma semana depois do filho. Com ela, e outras duas mulheres detidas, foram apreendidas pedras de crack, maconha e jóias.