A Polícia Civil prendeu em Pinhão os dois suspeitos da morte do taxista de Guarapuava Romeu Andrade. O corpo do motorista de 71 anos foi encontrado dentro do porta-malas do carro que foi abandonado e incendiado na área rural de Pinhão, no final da tarde da última quinta-feira.

Ainda na manhã de sexta-feira, os policias da Seção de Investigações e Capturas (SIC), da 14.ª Subdivisão Policial, prenderam Julio César Correa Volupca, 24 anos, que de acordo com as investigações praticou o crime e apreenderam um adolescente acusado de participar do crime.

Os policiais apuraram que os dois pretendiam utilizar o carro para praticar um roubo em Pinhão. O taxista foi abordado pela dupla no centro de Guarapuava com o pedido de uma corrida até Pinhão, distante 50 quilômetros.

No caminho, os dois renderam o motorista que foi amarrado e colocado no porta-malas do veículo. Depois de algumas voltas e sem ter conseguido realizar o roubo, a dupla, com receio de ser reconhecida, resolveu matar o Romeu.

A vitima foi asfixiada e levou vários golpes de faca. Em seguida o corpo foi colocado no porta-malas do carro, que foi incendiado e abandonado na zona rural de Pinhão.

Seguindo algumas pistas, a polícia localizou e prendeu em flagrante Julio César. César confessou o crime e entregou o adolescente, que estava escondido no município de Candói. O menor foi localizado ainda no sábado, mas como não havia mais a possibilidade da prisão em flagrante prestou depoimento e foi dispensado.

Devido à gravidade do crime, a delegada-chefe da Subdivisão, Maritza Maira Haize, já pediu à Justiça a apreensão do jovem para ser encaminhado para a Vara da Infância e da Juventude.

“O crime causou muito revolta na cidade. A rápida elucidação e a prisão dos responsáveis é uma resposta não apenas aos taxistas mas também a toda sociedade de Guarapuava”, disse. Autuado em flagrante por homicídio qualificado e ocultação de cadáver, Julio Cezar está detido na 14.ª Subdivisão, aguardando o final das investigações.