Reprodução
Jaqueline serviu de "isca".

Armados com uma minimetralhadora e duas pistolas, dois homens e uma mulher soltaram 25 detentas do 9.º Distrito (Santa Quitéria), às 19h15 de sábado. O objetivo dos invasores era arrebatar duas presas que respondem por tráfico de drogas.

No entanto, assim que invadiram a carceragem, abriram todas as celas e 25 saíram. Destas, três foram recapturadas. Outras 57 detentas preferiram não escapar.

De acordo com informações dadas pela polícia, a ex-detenta Jaqueline Ferreira Correia, 24 anos, foi usada como "isca" para a invasão. Ela chegou na delegacia e foi atendida pelo plantonista, que no momento estava sozinho – seu colega tinha ido ao banheiro. Ele reconheceu a mulher que já havia cumprido pena por tráfico de drogas no distrito e abriu a porta. Neste momento foi rendido por dois homens armados, que tomaram sua pistola. Em seguida, o trio apanhou as chaves e abriu a carceragem em busca de Ângela dos Santos e Denise do Prado Vieira, presas na semana passada por policiais federais por tráfico internacional de drogas.

Só permaneceram no xadrez as detentas que não quiseram sair. Policiais Militares e do Centro de Operações Policiais foram acionados, fizeram buscas na região e conseguiram recapturar Nilcéia Lourenço, Deborá de Lima de Jesus Brasil Nascimento e Rosângela Ferreira. Todas presas por tráfico de drogas.

Foragidas

Além de Ângela e Denise, continuam nas ruas as traficantes: Dirlei Alves Farias da Silva, Iraci Fernandes dos Santos, Juliana Regina dos Santos (condenada), Karinna Alves Pinheiro, Lindamir das Graças Lopes, Loiri de Andrade, Neusa Miames, Rosimeire Cordeiro de Souza, Silvana Alves de Andrade, Yana Crisley Andrade Nascimento. Além de Marli Gomes (tráfico internacional e associação ao tráfico de drogas); Cristiane Caetano (porte ilegal de arma), Debóra Cristina Montenegro (furto); Eliane do Carmo Santos (furto); Elisete Maria Silva (porte ilegal de arma); Maira Petroni Moraes (assalto, tráfico de drogas e formação de quadrilha); Marizete Ribeiro (roubo); e Michele Aparecida de Jesus Ribeiro (roubo). Até o final da manhã de ontem, nenhuma delas havia sido recapturada.

Traficantes presas pela PF eram alvo dos invasores

Ângela dos Santos, 32 anos, e Denise do Prado Vieira, 24, foram presas às 8h do último dia 14, por agentes da Polícia Federal, junto com Altair G. O., 40 anos, na Avenida Mário Tourinho, nas proximidades do Parque Barigüi. Na ocasião, dois menores foram apreendidos. Segundo informações da Polícia Federal, as duas mulheres seriam sócias e semanalmente traziam para Curitiba cinco quilos de cocaína, de Foz do Iguaçu.

As mulheres e Altair ocupavam o Gol placa ILQ-8491, de Cruz Alta (RS). No veículo foram encontrados três tijolos de cocaína na lateral da porta do motorista e dois tijolos na lateral da porta traseira.

Em seu interrogatório, Altair contou que foi contratado pelo marido de Denise, José Vieira, para transportar a droga. José é foragido da Justiça de Foz do Iguaçu, onde foi condenado por transportar 1,5 tonelada de maconha. Ainda de acordo com a PF, as famílias de Denise e Ângela já são conhecidas dos policiais, sendo que o irmão de Ângela, Fábio, foi preso com seis quilos de cocaína. Ângela também já cumpriu pena pelo mesmo delito.

Rotina conhecida

Devido aos antecedentes criminais das famílias de Ângela e Denise, a polícia suspeita que foram seus parentes que planejaram o arrebatamento das duas mulheres. Provavelmente contrataram Jaqueline para servir de "isca", por ela ser conhecida dos policiais e saber da rotina de funcionamento da delegacia, já que ficou recolhida um período no xadrez.

Na manhã de ontem, o distrito permanecia na mesma rotina. Somente hoje o delegado Rogério Haisi deverá se pronunciar sobre o assunto.