Investigadores da Delegacia de Furtos e Roubos (DFRV) flagraram, na tarde de quarta-feira, Rodrigo Klug Cortês, 23 anos, no Conjunto Caiuá, Cidade Industrial, com um Vectra roubado, horas mais cedo no Campina do Siqueira.

Ele foi preso, mas será liberado assim que pagar a fiança de R$ 5.450. A mesma equipe prendeu Cleiton Paes de Oliveira, 20, com um revólver calibre 38. ele permanecerá detido.

Segundo o delegado Marcos de Goes, os investigadores encontraram o Vectra estacionado em uma rua de pouco movimento e montaram campana. Horas mais tarde, Rodrigo foi buscar o veículo.

“Ele contou que receberia R$ 300,00 para entregar o Vectra para um receptador, que ele nem sabia quem era. Disse também que tinha sido contratado por um tal de “Robertão’ e que se identificariam por meio de sinais, pois não se conhecem”, explicou o delegado.

Por conta da nova lei, que concede o direito a fiança para crimes com pena até 4 anos de prisão, ele teve arbitrado o valor de 10 salários mínimos, por ser considerado receptador e não o ladrão (cuja pena é mais de quatro anos). “Se o preso não for reconhecido pela vítima, paga a fiança e vai embora”.

Suspeita

Cleiton, que foi preso com o revólver calibre 38, disse que estava na região acompanhado de um amigo, em uma motocicleta. “A gente estava roubando sim, mas era celular. E só roubamos um”, declarou.

O delegado não descartou a possibilidade de Cleiton ter participado do roubo do carro e em seguida deixado para Rodrigo entregá-lo ao receptador. “Ele foi autuado por porte ilegal de arma, no entanto, vamos aguardar o reconhecimento da vítima”, completou Goes.