Policiais civis de Imbituva e Ivaí prenderam os assassinos da dona de casa Antonina Krutsch, 84 anos, ocorrido na noite de segunda-feira (25), na localidade de Balaio, na zona rural de Ivaí, no Sudoeste do Estado. Mauro dos Santos, de 24 anos, foi preso na quarta-feira (27), no bairro Vila Nova, em Imbituva. Fábio de Matos, 19, se apresentou na delegacia, nesta quinta-feira (28), e confessou o crime. O veículo da vítima, roubado no dia do crime, foi abandonado e recuperado pela polícia.

Segundo o delegado-titular de Imbituva, Josimar Antônio da Silva, policiais de Ivaí e Imbituva trabalharam juntos para solucionar o latrocínio (roubo com morte). “No local do crime, colhemos algumas informações dos vizinhos, que informaram que Santos rondava a casa da vítima há alguns dias. Como ele já tinha passagens pela delegacia do município, conseguimos prendê-lo no bairro Vila Nova, em Imbituva. No momento em que o acusado viu a polícia, ele tentou fugir, mas foi capturado”, disse.

O delegado disse ainda que Matos, sabendo da prisão de Santos, se apresentou na delegacia de Imbituva. “Ele se apresentou por vontade própria e confessou o crime. O acusado contou detalhes e afirmou que segurou a vítima para Santos espancá-la até a morte”, relatou o policial. Ele comentou ainda que os dois haviam combinado o assalto, quando estavam presos na delegacia de Imbituva.

De acordo com a polícia, Santos conhecia a vítima e tinha a informação que havia dinheiro na residência de Antonina. “Eles reviraram a casa da vítima em busca do dinheiro e não o encontraram. Mesmo Antonina afirmando que não havia qualquer quantia na residência, Santos e Matos a espancaram para que ela falasse onde estaria o dinheiro e a matarma com socos e pancadas na cabeça”, explicou o delegado.

Silva informou que Santos possui passagens pela polícia por tentativa de homicídio e Matos, por porte ilegal de arma de fogo. “O Instituto de Criminalística esteve no local e colheu as impressões digitais deixadas nos vidros da residência da vítima. O bom trabalho policial conseguiu elucidar mais este crime que chocou a população de Ivaí e Ibituva”, finalizou Silva.