Dois jovens foram presos na noite deste domingo (12), suspeitos de uma tentativa de homicídio. O crime aconteceu no bairro Tanguá, em Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba. A própria vítima, Gustavo Henrique de Abreu, teria os reconhecido.

De acordo com a polícia, Johny Gustavo Colaço, vulgo “Sossego”, de 25 anos, e Ademir Ricardo dos Santos Abedal, de 28, foram presos em flagrante logo depois do crime. Eles teriam atirado contra Gustavo, que conseguiu correr e, por pouco, não caiu morto no portão de casa.

O alvo dos rapazes saiu correndo e consegui entrar em casa. Antes de perder a consciência, ele contou aos familiares que os dois teriam sido os autores do crime. O Siate foi chamado pela família e o homem foi encaminhado ao Hospital Evangélico, em Curitiba.

Depois que a vítima foi socorrida, os familiares ligaram para a Polícia Militar, que foi em busca dos dois suspeitos. Os rapazes foram encontrados em um bar, na Rua Domingos Antônio Moro, no bairro Pilarzinho, em Curitiba.

Com a dupla, os policiais encontraram um colete balístico, um revólver calibre 38, uma pistola calibre 9 milímetros e muita munição. Eles estavam também com documentos de um veículo roubado e carregavam consigo um molho de chaves de veículos.

Na Delegacia de Almirante Tamandaré, a dupla teria sido reconhecida por familiares, que viram Gustavo ser chamado no portão de casa. Os dois foram indiciados por tentativa de homicídio e foram encaminhados à Delegacia de Rio Branco do Sul, onde permanecem presos.

Enquanto os dois ainda estavam em Almirante Tamandaré, investigadores teriam descoberto que eles fazem parte de uma quadrilha perigosa da região. A Polícia Civil investiga agora estas outras informações que receberam, para apurar se não existe mais ‘coisa podre’ na ficha dos dois rapazes. Um deles teria sido reconhecido por duas vítimas de roubo, conforme informou a polícia.

Nome falso

Ademir havia dado o nome falso de Renan Souza de Lima, mas acabou desmascarado pela polícia.

Johny Gustavo Colaço é o outro suspeito. Foto: Divulgação/Polícia Civil.