Cansado de apanhar do filho e ver a esposa ser agredida por ele, Antônio Elizio de Lara, 55 anos, acertou dois tiros em Inaldo das Neves de Lara, 30. A confusão aconteceu na Rua O Brasil para Cristo, no Boqueirão, por volta de 12h de ontem. O rapaz foi socorrido pelo Siate e morreu a caminho do hospital. Antônio tentou deixar o local com o carro da família, mas foi detido por policiais militares e encaminhado, junto com a esposa, ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac), no Portão.

De acordo com o tenente Brito, do 20.º Batalhão da Polícia Militar, Inaldo estava foragido da Colônia Penal Agrícola -respondia por roubo de carro -e era usuário de drogas e muito violento. Segundo o oficial, na manhã de ontem Inaldo estava muito agressivo e já havia quebrado diversos objetos de dentro da casa. Também tinha batido na cabeça do pai e na boca da mãe. “Quando chegamos a mulher estava com a boca sangrando e o homem bastante nervoso. Na tentativa da fuga Antônio jogou a arma pela janela do veículo e não foi localizada pela polícia”, completou.

A mãe do rapaz contou que ele tinha problemas mentais e que várias vezes, antes de fugir da CPA, tentou transferi-lo para o Complexo Médico Penal, mas não conseguiu. “Ele não queria saber de ajuda, nem da família, nem da igreja. Antes de ser ferido, ele quase quebrou o braço de uma criança e todo o resto da casa”, lamentou a mulher.