Corpo do comerciante é removido em
um cobertor para o camburão do IML.

Uma estranha relação entre o padrasto e sua enteada terminou em tragédia na madrugada de quinta-feira. O comerciante João Nelton Pichet, 40 anos, dono de uma mercearia no Umbará, foi assassinado com três tiros, enquanto dormia, pela enteada Suzie Michelle, de 23 anos. A garota permaneceu toda a madrugada na casa e só deixou o local no início da manhã, levando as malas em um táxi. O corpo só foi localizado à noite.

Ninguém sabe ao certo o que aconteceu, mas de acordo com levantamentos preliminares do perito Silvestre, da Polícia Científica, o comerciante foi morto com dois tiros na cabeça e um no pescoço. “Os disparos foram feitos quando a vítima estava deitada, provavelmente dormindo”, disse o perito. Pelos ferimentos, ele acredita que a arma utilizada tenha sido um revólver calibre 38, que não foi encontrado. Policiais da Delegacia de Homicídios suspeitam que o crime ocorreu por volta dos 30 minutos da madrugada, quando os vizinhos ouviram tiros.

Por volta das 8h, Suzie foi vista pela última vez, carregando malas e entrando num táxi.

Encontro

O bar e mercearia da Rua Radialista Souza Moreno, Jardim Novo Horizonte, Umbará, permaneceu fechado toda a quinta-feira, o que chamou a atenção de moradores. Com tantos fatos estranhos, eles resolveram chamar familiares do comerciante. Por volta das 19h, a irmã de João Nelton autorizou alguns garotos a entrarem pela janela dos fundos da loja. Eles encontraram João morto, deitado em um colchão, no chão de um pequeno cômodo da moradia, onde havia só mais uma cama. O local era onde Suzie Michelle e João dormiam. Com seu sumiço, a jovem se tornou a principal suspeita. A provável arma do crime, um revólver calibre 38, de propriedade do comerciante, também desapareceu.

Viagem

João tinha aproveitado o feriado na praia e voltado às 21h de quarta-feira. Mas a enteada teria ficado em Curitiba, cuidando da mercearia. Suzie Michelle abriu o estabelecimento na quarta-feira, apesar de ser feriado, e trabalhou até o meio-dia. Depois que João retornou da praia, não se sabe o que aconteceu entre os dois.

De acordo com informações apuradas por policiais da Delegacia de Homicídios, a mãe de Suzie Michelle era casada com João Nelton, mas por motivo ignorado, a mulher mudou-se para Rondonópolis (MT) há algum tempo, deixando a filha com o marido. A polícia acredita que este também pode ter sido o destino escolhido pela jovem após o crime.

Nas próximas horas familiares da vítima deverão ser ouvidos na Delegacia de Homicídios, para prestar maiores informações sobre o relacionamento de João e Suzie Michelle.