O pedreiro Nércio de Souza, 49 anos, morreu na tarde de quinta-feira no Hospital Cajuru, 24 horas depois de ter sido brutalmente esfaqueado durante um assalto, embaixo do viaduto da rodoferroviária. Ele e o sobrinho morreram no mesmo dia, cada um em um leito da UTI.

Segundo familiares da vítima, Nércio morava em São José dos Pinhais e tinha ido visitar parente, que fez uma cirurgia de aneurisma cerebral no Hospital Cajuru. Depois da visita, foi a pé até o Terminal Guadalupe, onde voltaria para casa. Mas foi assaltado embaixo do viaduto.

Os bandidos levaram a blusa, o relógio, a carteira com dinheiro e documentos e até os sapatos da vítima. Ferido, e praticamente nu, Nércio foi socorrido pelo Siate e levado ao Hospital Cajuru. No dia seguinte, tio e sobrinho morreram.