Walter Alves
Luís pegava celulares e sumia.

Suspeito de aplicar golpes em lojas de telefonia e de informática, Luís Carlos Soares, 50 anos, foi preso em flagrante na tarde de quinta-feira, em seu apartamento, no centro de Curitiba. Com ele, a polícia apreendeu dois aparelhos celulares que teriam sido furtados pelo golpista.

O superintendente Adolfo Rosevics Filho, do 1.º Distrito Policial (centro), explicou que Luís Carlos costumava enganar os lojistas, fingindo ser funcionário de uma empresa, interessado em comprar produtos para seu chefe. ?Um vendedor acompanhava o suspeito até esta suposta empresa. Chegando lá, ele falava para o funcionário que iria mostrar os produtos para o chefe e já voltaria com o dinheiro?, resumiu Adolfo. ?Porém, enquanto o vendedor esperava, ele fugia por outro local, com os produtos?, concluiu.

Flagra

Anteontem, o plano não funcionou, porque o gerente da loja desconfiou de Luís Carlos e pediu para que seu funcionário acompanhasse a movimentação de longe. ?Essa pessoa viu o golpista sair com dois aparelhos celulares e o seguiu até seu apartamento. Assim, conseguimos prender o suspeito?, contou Adolfo.

De acordo com a polícia, o detido já tinha passagem por estelionato e furto. Com a divulgação da imagem do preso, o superintendente acredita que mais vítimas apareçam e prestem depoimento.