Aliocha Mauricio
Encontradas peças de Gol e de Uno.

A casa na Rua Luiz França, 2269, no Cajuru, abrigava mais do que um sobrado residencial. Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFRV) descobriram no local o funcionamento de um desmanche de veículos. Vizinhos relataram ao delegado Ronald de Jesus que dois carros, em média, entravam por noite na oficina.

No local foram encontradas diversas peças de Gol e Uno Mille recortadas. Também foram apreendidos maçaricos usados para corte e solda de lataria. Foram presos o dono da oficina, Sidnei Severiano Ramos, 25 anos, e os funcionários Cleverson Cordeiro, 21; Luiz Carlos da Silva, 36 e Vergilino Santos Ouriques, 36. Este último justificou que era apenas prestador de serviço e estava de passagem pelo local.

Eles foram autuados em flagrante pelos artigos 311 e 288 do Código Penal por retirada e adulteração de sinais identificadores de veículo e formação de quadrilha.

O delegado explica que eles só não foram autuados pelo artigo 180 (receptação), porque não foi encontrado nenhum sinal identificador (chassi) nas peças recortadas, que segundo Ronald, foram provavelmente jogadas fora ou derretidas com o maçarico. Se alguma numeração de chassi tivesse alerta de furto, caberia a autuação por receptação.

Este ano, a Operação Desmanche, da DFRV, já fechou 14 desmanches de carros, um de moto e três de caminhões.