Sentado em frente à casa de parentes e conversando com a mãe, após alguns meses sem vê-la, Mozer Tyler dos Santos, 21 anos, foi executado por dois rapazes, com tiros na cabeça e nas costas, pouco depois das 17h (11) de ontem. O crime aconteceu na Rua Lindinalva Barros Ferreira, Campo do Santana.

Segundo Lucinéia dos Santos, seu filho viu a dupla descer a rua, porém nem desconfiou que a intenção deles fosse acabar com sua vida. Ela suspeita que seu ex-marido e uma de suas irmãs, que mora em Fazenda Rio Grande, podem ter contratado os assassinos.

“Chegaram correndo e apenas disseram ‘perdeu, perdeu’, antes de atirar. Meu filho nem os conhecia, mesmo percebendo que se aproximavam, continuou conversando comigo normalmente”, descreveu Lucinéia. Os assassinos estavam armados de pistola e usaram um Gol branco para fugir. De acordo com a polícia, eles deixaram o carro estacionado na quadra de trás.

Escondido

Ele tinha passado uma temporada escondido em Cascavel, no oeste do estado, depois de, segundo familiares, receber ameaças de morte do ex-padrasto e de uma tia. Ambos o acusavam de ter cometido roubos em suas casas. “Ele tinha voltado na sexta-feira. Agora, até eu estou pensando em sair deste local”, desabafou Lucinéia.

Apesar de ser filho dela, Mozer estava registrado no nome de uma tia. Ele tinha uma passagem pelo sistema prisional por porte ilegal de arma de fogo. Segundo testemunhas, os dois assassinos aparentavam ter entre 18 e 21 anos. Quem tiver informações que possa levar a polícia até eles, deve ligar para a Delegacia de Homicídios, no telefone 3360-1400.