O ex-presidiário Antônio Carlos da Silveira Júnior, 21 anos, conhecido como “Nóia”, foi assassinado com pelo menos cinco tiros, por volta das 20h30 de sábado, no Boqueirão.

Atingido na cabeça, no peito e no braço, o jovem tombou morto no meio da Rua Professora Joanita Bernett Passos, próximo à esquina com a Rua Bartolomeu Lourenço de Gusmão.

De acordo com informações apurada no local do crime, Antônio teria saído do município da Lapa para visitar o filho e outros parentes no Boqueirão. A polícia informou que ele já esteve preso por tráfico de drogas.