O ex-sargento da polícia, Edemar da Silva, 47 anos, foi baleado na manhã de hoje (24) em um ponto de ônibus, na rua Cid Marcondes de Albuquerque, no Conjunto Piratini, na Cidade Industrial de Curitiba. Ele levou três tiros no tórax e morreu a caminho do hospital.

A vítima tinha sido excluída da Polícia Militar por má conduta e no ano passado, de acordo com testemunhas, já tinha sofrido um atentado onde foi ferido com oito tiros. Ele ainda se recuperava dos ferimentos.

No bolso de Edemar, a polícia encontrou um cachimbo, possivelmente para o uso de crack. Ainda não há informações sobre o autor dos disparos.