Um carro abandonado e um cadáver estirado no solo foram descobertos, às 8h de ontem, na Rua Pedrina Accordes Costa, paralela ao Contorno Leste, no Ganchinho. A vítima é José Gonçalves da Silva, 40 anos, morto com dois tiros na cabeça e caído a cinco metros de seu veículo. A hipótese de roubo foi descartada e não há indícios dos autores do crime.

A rua em que José foi morto é de terra, escura à noite, e com pequeno movimento. Não há residência nas proximidades – segundo o investigador Gabardo, da Delegacia de Homicídios, nenhum morador da região comentou ter ouvido tiros. A perícia da Polícia Científica deduziu que o crime ocorrera de madrugada.

O Gol preto, placa CCD-5382, estava regularmente registrado em nome da vítima. Além de uma pochete com documentos, José portava celular, relógio e uma corrente de ouro no pulso. "Está claro que a intenção dos autores não era o roubo", disse o investigador.

A vítima tinha duas passagens pela polícia, uma delas por apropriação indébita. Em sua barriga havia marcas de antigas desavenças – cicatrizes de dois tiros e do corte cirúrgico que eles provocaram.