Depois de passar a noite de quinta-feira comemorando o aniversário numa casa noturna em Curitiba, Fernando Cardoso dos Santos, 23 anos, decidiu prolongar a festa e foi até um posto de combustíveis beber com um amigo, em São José dos Pinhais.

No início da manhã de ontem, ele levou dois tiros e morreu dentro do carro do colega estacionado no pátio do posto. O amigo dele, Lucas Kauã Anacleto dos Santos, 22, levou três tiros e está internado no Hospital do Trabalhador. Fernando já tinha passagem pela polícia, inclusive por homicídio.

Segundo Roberto de Miranda, chefe do setor de investigação da delegacia de São José dos Pinhais, Fernando fez aniversário na quinta-feira e, à noite, foi se divertir com o amigo.

Ainda de madrugada, resolveram ir até um posto de combustíveis na BR-277, esquina com a Avenida Rui Barbosa. Por volta de 5h, houve uma encrenca e Fernando foi baleado no peito e na boca dentro do Golf placa DFV-6292.

“Ele estava sentado no banco do motorista e as portas do carro estavam abertas”, descreveu Miranda. Lucas levou três tiros e foi encaminhado ao hospital, onde permanece internado.

Para Miranda, o suspeito do crime estava no grupo de cerca de 40 pessoas que não eram conhecidas da vítima e também estavam no posto, frequentando a loja de conveniência. Quando os tiros foram disparados, houve confusão e correria.

“Nós apuramos que eram quatro carros parados no posto e no local não há câmeras de segurança. Ninguém soube dizer o que gerou o entrevero ou apontar um suspeito”, disse Miranda.

O gerente do posto já foi convocado a depor e, nos próximos dias, os atendentes que faziam o turno da madrugada deverão ser ouvidos para auxiliar na investigação. Fernando, segundo Miranda, respondia a dois inquéritos em Guaíra: um por homicídio, praticado em 2004, e o segundo por receptação, no ano passado.