Foto: Alberto Melnechuky

Henrique era usuário de maconha.

O início da adolescência de Henrique Silveira Santos, 14 anos, foi interrompido às 22h50 de domingo. Ele foi executado com um tiro no peito, na Rua Isolde Torquato Tílio, Capão Raso. O motivo seria tráfico de drogas, já que, apesar da pouca idade, o garoto era viciado.

Testemunhas informaram que Henrique caminhava pela rua, carregando uma sacola com um par de tênis, quando passou um Voyage bordô, com rodas escuras, ocupado por duas pessoas.

O condutor parou próximo ao garoto e efetuou vários disparos. Porém, nenhum dos tiros o acertou. Na tentativa de fugir da morte, Henrique correu em direção à esquina da Rua Ernesto Biscardi, mas foi alcançado e morto, em frente ao muro de uma casa. Em seguida, os criminosos fugiram e ninguém anotou a placa do veículo.

Dívida

Familiares do garoto foram ouvidos na Delegacia de Homicídios e informaram que Henrique era usuário de maconha, mas que não tinha inimigos. A polícia irá investigar se o menino estava devendo para algum traficante e, por não honrar seus ?compromissos?, foi executado. Henrique faria 15 anos no próximo dia 9.