Ciciro Back
José Juarez levou facadas
e um tiro na cabeça.

Um homem foi encontrado morto em sua casa, por volta das 18h de sexta-feira, na Rua Arcesio de Barros Lima, Vila Santa Rita, Tatuquara. O pedreiro José Juarez Gomes, 38 anos, estava deitado em sua cama e ferido com um tiro na cabeça e facadas pelo corpo. Segundo levantamentos do perito Vitório, do Instituto de Criminalística, José dormia quando foi executado. A porta não tinha sinais de arrombamento, e nada foi levado de dentro de casa.

Segundo Maria Nair Gomes, irmã de José, o pedreiro já esteve preso há dois anos por tentativa de homicídio, quando esfaqueou um rapaz que o agrediu. "Ele era muito trabalhador, mas não tinha juízo. Bebia muito, já teve várias mulheres e uns três filhos, que estão por aí", diz a irmã. Um morador relatou à Delegacia de Homicídios (DH) que José andava com uma faca na cintura e estava sempre arrumando encrenca.

José, que morava com a irmã, decidiu ser caseiro nas obras em que trabalhava. A casa onde foi encontrado, segundo Maria, pertencia a uma mulher para quem estava trabalhando. Vizinhos relataram que ouviram um disparo efetuado no domingo, dia 7. A informação bate com os exames preliminares do perito Vitório, que diz que o corpo está no local há aproximadamente quatro dias. A irmã de José diz que ele foi visto pouco antes das 18h de segunda-feira. Sobre o autor, ninguém na vizinhança deu informações. A Delegacia de Homicídios investiga o fato.

Jardim da Ordem

Também no Tatuquara, Felipe Rodrigo Silva de Assis, 20, foi morto com três tiros nas costas na invasão Bela Vista, no Jardim da Ordem, por volta das 21h30 de sexta-feira. Policiais do Projeto Povo (Policiamento Ostensivo Volante) tentaram conseguir informações junto aos moradores, mas ninguém disse saber o que aconteceu.

O rapaz havia sido visto pelas redondezas com um carrinho de mão, algumas horas antes de aparecer morto na continuação da Rua Paulo Zinher. Na tarde de sábado, a mãe do jovem, Elza Pereira da Silva, foi até a Delegacia de Homicídios para retirar a guia de necropsia e prestou informações. Ela não soube precisar o motivo do crime e desconhecia se o filho usava drogas.