Juliano, Edgard, Rubens,
Maike e João: presos.

Uma fábrica de ferramentas, na Rua Ludovico Zanier, na Cidade Industrial, foi “estourada” por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, na tarde de terça-feira. Juliano Nalevako Barbosa, 22 anos, Edgard Moreira da Rocha, 23, Rubens Lima de Carvalho, 55, Maike Francisco Rosa, 21, e João Paulo da Mota, 32, foram surpreendidos quando desmanchavam o Pointer, placa AKK-8951, tomado em assalto.

O delegado Hamilton Cordeiro da Paz, titular da especializada, disse que os cinco presos foram autuados em flagrante por adulteração de sinais identificadores de veículos. “O Juliano também foi autuado por receptação. Além disso, ele e o João Paulo foram reconhecidos como sendo assaltantes e foram indiciados por roubo”, completou o delegado. “Hoje qualquer local está sendo usado para desmanchar carros. Não só as oficinas”, lembrou o policial.

Os investigadores Festa e Durieux receberam a denúncia de que em um dos barracões da fábrica, precisamente o pavilhão 16-A, estava sendo usado para desmanche de carros roubados e furtados. Deslocando-se para o endereço denunciado, os policiais acabaram surpreendendo o grupo e dando voz de prisão.

João e Maike, segundo a polícia, são funcionários da empresa e Edgard é o proprietário. João Paulo possui antecedentes criminais por fraude de lei contra estrangeiro e falsificação de metal precioso. “Continuamos as investigações no sentido de apurar se outros veículos foram roubados pelo grupo. As pessoas que reconhecerem qualquer um dos presos podem entrar em contato através do telefone 329-6744”, solicitou o delegado.

Todos os presos negam envolvimento no roubo. Juliano disse que comprou o Pointer de um desconhecido para aproveitar as peças em seu próprio carro.