Paulo Sérgio estava desaparecido
desde domingo.

Depois de um dia e meio de buscas, o acaso levou o corpo de Paulo Sérgio de Souza de Paula, 21 anos, para a margem da barragem do Passaúna, no final da Estrada da Colônia Augusta, em Curitiba. Uma família que costuma pescar no local encontrou o corpo às 21h30 de terça-feira. O rapaz se afogou no domingo à tarde e desde então estava desaparecido.

O sargento Hélio, do Corpo de Bombeiros, contou que durante todo o dia mergulhadores buscaram o corpo nas profundezas da barragem, seguindo orientações de amigos que viram o local onde Paulo afundara. “O corpo foi encontrado em um local pouco provável, de acordo com as correntezas e a direção indicada pelas testemunhas”, comentou o bombeiro.

Roseli de Oliveira Pereira, que pescava com o marido, uma amiga e o cunhado, relatou que eles perceberam um volume estranho sobre a água, mas pensaram que fosse um saco plástico. Mas, quando os pescadores jogaram a linha de mão, viram que era algo maior. “Ele veio devagar em nossa direção. Jogamos a luz, então, e vimos que era um cadáver”, descreveu. O cabo Pires e o soldado Gilberto, do 13.º Batalhão da Polícia Militar, foram chamados e com a ajuda de Marcos Roberto de Lima, 25 anos, genro de Roseli, laçaram o corpo com uma corda e o trouxeram à margem. Paulo era solteiro e morava no Portão.