A família da dona-de-casa Hélia Rocha Saballa (foto), 49 anos, asassinada no dia 1.º deste mês, está oferecendo R$ 5 mil para quem der informação que leve aos autores do homicídio. Hélia foi morta na manhã de terça-feira após deixar a sua residência, em Colombo, na região Metropolitana de Curitiba. Com a recompensa a família espera obter alguma informação que ajude a polícia a elucidar o crime.

De acordo com a cunhada da vítima, Ângela Rocha, Hélia saiu de casa por volta das 6h30 para pegar um ônibus e, antes de embarcar, ligou do telefone celular para o filho que estava em casa. Uma hora depois, o corpo da dona-de-casa foi encontrado próximo a trevo do Atuba, a dez quilômetros do ponto de ônibus. A vítima foi estrangulada e o assassino não levou nenhum objetivo pessoal ou dinheiro. Ângela acredita que a cunhada foi levada de carro, pois apresentava algumas marcas nas costas. “Pela distância que ela foi achada, tudo indica que ela foi levada por mais de uma pessoa em um carro”, disse.

O irmão de Hélia, Elevir Rocha disse que a família não pretende com isso atrapalhar a ação da polícia. “Muito pelo contrário, nós queremos ajudar a resolver o caso o mais rápido possível e punir os responsáveis”, explicou. A família está distribuindo diversos cartazes com o valor da recompensa, a foto de Hélia, e telefones (224-1348 / 9199-3750) para informações.