Foto: Alberto Melnechuky

Alex foi socorrido por amigos, mas chegou morto ao hospital.

A festa beneficente realizada na localidade de Jaguatirica, a 45 quilômetros do centro de Campina Grande do Sul, terminou com a morte de Alex Cardoso dos Santos, 18 anos, no final da noite de domingo. Ele foi baleado na barriga e, mesmo sendo rapidamente socorrido por amigos, não resistiu e chegou sem vida ao Hospital Angelina Caron.

De acordo com testemunhas, um homem identificado apenas como Alceu teria efetuado disparos, e um deles atingiu a vítima. Inicialmente, desconfiou-se de bala perdida, porém, mais tarde, a polícia constatou que o disparo foi direcionado a Alex.

Festa

O investigador Jayme Semzyk, da delegacia local, explicou que a festa, realizada em uma escola e com a participação de aproximadamente 500 pessoas, é tradicional na localidade e acontece todos os anos. Amigos de Alex contaram, inclusive, que durante o evento o jovem ganhou um boi no bingo. Como todos os anos, a festa seguia tranqüilamente até o homem iniciar os disparos, assustando os participantes. ?Muitas pessoas devem ter presenciado a cena e as testemunhas serão ouvidas?, disse o policial.

Ferido, Alex foi colocado em um Gol e encaminhado ao hospital. Porém, como já chegou morto, foi levado até a delegacia, onde foi realizada a perícia e ficou constatado que o tiro acertou a vítima pouco abaixo da barriga. Já o autor do disparo, que, segundo a polícia, seria segurança de uma fazenda da região, não foi localizado, até a noite de ontem.

De acordo com o investigador, Alex é filho do proprietário de um bailão na localidade de Ribeirão Grande, próximo de Jaguatirica. ?A família contou que ele era dependente químico?, relatou Jayme.