Policiais militares pegaram com a mão na massa três rapazes que retiravam peças de um carro furtado, no Bairro Alto. Os suspeitos, dois primos de 20 anos e um garoto de 17, tentaram correr mato adentro mas foram perseguidos e detidos em flagrante, ontem de madrugada.

O barulho de gente fugindo pelo mato alertou os dois soldados do Regimento de Polícia Montada que passavam em frente a um terreno baldio da Rua Japurá, à 1h40. Na mesma propriedade estava o Gol, placa BQG-6099, que, descobriu-se em seguida, havia sido furtado um dia antes. O dono estacionou na Rua Guilherme de Souza Valente, Abranches, às 20h, e 45 minutos depois notou a falta do carro.

Ao tomar ciência da situação, os policiais partiram no encalço dos acusados e os detiveram em flagrante. As rodas e uma peça do motor já haviam sido retiradas pelo trio.

Os primos Rodrigo Alexandre Venâncio e Ricardo Antônio Nascimento negaram culpa no furto ou intenção de vender as peças. Ricardo disse que o Gol estava parado na rua, com os vidros abertos e o motor em funcionamento. “Empurramos o carro para o terreno baldio. Só queria pegar as rodas para o meu Passat”, disse o rapaz. Para tanto, apanhou em casa uma chave de roda, até que a presença da PM interrompeu o serviço. “Nem sabemos quem roubou o carro. Foi uma bobeira que nos deu na hora”, falou Rodrigo.

Os primos foram autuados por receptação na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, enquanto o menor assinou o flagrante na Delegacia do Adolescente. Nenhum deles tinha passagem pela polícia.