Muita gente se queimou com fogos de artifícios na virada de ano. No Hospital Evangélico, especializado em atendimento a queimaduras, em Curitiba 25 pessoas foram atendidas vítimas dos fogos entre o dia 31 e ontem. Desses, segundo o médico Estevam de Freitas, a maioria sofreu queimaduras de segundo grau e três foram casos mais graves.

Um adulto teve que ser amputado e outro teve que passar por um cirurgia. Os dois estão internados. A terceira vítima mais grave foi uma criança, que passou por um pequena cirurgia, mas já foi liberada. ?Todo ano acontece, mas este ano percebemos um aumento em cerca de 30% nos atendimentos a queimados por fogos?, diz o médico.