Um foragido da Colônia Penal Agrícola, é o principal suspeito de ter executado três pessoas, em uma casa, no Tatuquara, na noite de domingo. O delegado Adonay Armstrong, titular da Delegacia de Homicídios, informou que o homem já está identificado e é procurado, mas prefere não divulgar detalhes para não atrapalhar as investigações.

Ele adiantou que o motivo das mortes seria briga entre uma das vítimas – Rosana do Rocio Silveira Campos, 34 anos – e a proprietária da casa, onde ela morava, na Rua Júlio Salsamendi, 650, Moradias Santa Rita. A mulher queria que Rosana e sua família desocupassem a casa, para que ela pudesse morar com o marido, que fugiu da Colônia Penal Agrícola há poucos dias. Diante da negativa, o ex-presidiário teria ido até o local e matado Rosana e os amigos do marido dela, Gilberto Claudino, 35, e um homem identificado apenas como Marcos, de aproximadamente 25 anos.