Mandados de prisão contra 13 suspeitos de tráfico de drogas foram cumpridos, nesta sexta-feira (4), em Londrina e em Mato Grosso do Sul. Um deles já estava preso, por crime da mesma natureza.

A Operação Mosaico foi coordenada pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), e estava formada por 80 policiais, que atuam no Núcleo de Londrina, 10.ª Subdivisão Policial, Polícia Federal, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e nos serviços de inteligência do 5.º Batalhão e da 4.ª Companhia Independente da Polícia Militar.

A operação foi o resultado de cinco meses de investigações contra o tráfico e para diminuição de crimes relacionados, como furto de veículos e homicídios. Também foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão.

“As unidades e instituições policiais, durante todo o tempo, trocaram informações e compartilharam dados. A finalidade dessa força-tarefa era o combate efetivo ao tráfico de drogas na região de Londrina. Toda a cadeia criminosa foi presa. Desde os fornecedores em Mato Grosso do Sul, até os distribuidores de drogas no varejo”, afirmou o delegado-chefe do núcleo, Michael Eymard Rocha França Araújo.

Segundo as investigações, a droga comprada em Foz do Iguaçu e Mato Grosso do Sul, seguia por varias rotas até chegar a Londrina onde era distribuída na zona norte da cidade. Todos os presos foram indiciados por tráfico de drogas e estão no Setor de Carceragem da 10.ª Subdivisão, onde aguardam decisão da Justiça.

Balanço

Desde 15 de julho, quando a força-tarefa começou a atuar, até esta sexta-feira, foram presas 63 suspeitos, apreendidos 11 adolescentes, 14 quilos de cocaína, 341 quilos de maconha, 341 gramas de haxixe, 12 quilos de crack, 11 veículos, nove revólveres e três pistolas.