Policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), Guarda Municipal, socorristas do Siate e bombeiros foram chamados para o Centro de Triagem Feminino, nos fundos do 1.º Distrito Policial, centro, por volta das 22h30 de terça-feira. Moradores dos prédios da região viram fumaça saindo do CT.

A primeira informação era que as detentas haviam se rebelado e ateado fogo em colchões, e as chamas já haviam se espalhado pelas paredes das celas. Presas estariam em fuga pelas ruas Barão do Rio Branco e Travessa da Lapa. No entanto, quando chegaram ao local, descobriram que a fumaça era o resultado de curto-circuito em um ventilador.