Operador de retroescavadeira da prefeitura que fazia serviço em um canal na Vila Pantanal, no Boqueirão, teve uma surpresa nada agradável na tarde dessa quarta-feira (14).

Quando olhou a primeira vez para o matagal, achou ter visto um grande cachorro queimado. Em seguida, viu o pé de uma pessoa. O corpo carbonizado não foi identificado e não era possível determinar nem mesmo se a vítima era homem ou mulher.

O operador Rovilson Camargo contou que está trabalhando na limpeza de um canal na região há três dias. Ele garantiu que passou pelo mesmo local no dia anterior, e não havia nada. O trabalhador disse que não foi a primeira vez que encontrou um corpo durante o serviço. “Uma vez estava trabalhando no Rio Barigui e tinha um corpo boiando, mas queimado eu nunca tinha visto. É muito feio”, comentou.

Próximo ao corpo estavam pedaços de colchão. O soldado Taborda, do 20o Batalhão da Polícia Militar, afirmou que, aparentemente, o cadáver é de um homem. “Provavelmente o crime aconteceu noite passada. Devem ter executado em outro lugar e desovado aqui, e ainda queimaram para dificultar a identificação”, disse. Ele afirmou ainda que a polícia não soube de nenhuma pessoa desaparecida na região.

O corpo deve ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde deve ser oficialmente identificado e determinada a causa da morte.