A polícia ainda não sabe o que Gilmar José Gonçalves, 37 anos, e Tiago Constantino Loutério, 15, esperavam dentro do Logus verde, placa AJO-2912 de Pinhais, estacionado na Rua Pedro Dalprá Filho, Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul, no sábado à tarde. Aproximadamente às 16h30, eles foram surpreendidos e assassinados a tiros. A primeira hipótese levantada pela polícia seria envolvimento, de pelo menos uma das vítimas, com drogas.

Dois

Pelas primeiras informações levantadas junto a moradores próximos, teriam sido dois os assassinos. Eles chegaram sem ser percebidos e dispararam para dentro do carro. Gilmar foi atingido por cerca de quatro tiros, no pescoço e no peito. Tiago, ao ver o que acontecia, tentou fugir, mas dois tiros o mataram quando ele já estava fora do carro. Apesar do horário e da luz do dia, ninguém soube informar aos policiais militares do 17.º Batalhão características que pudessem identificar os matadores.

Investigação

O caso está sendo investigado pela delegacia de Campina Grande do Sul. As duas vítimas moravam próximo do lugar onde foram mortas. Segundo comentários, Gilmar estava para se mudar de lá, mas não se tem certeza se ele já tinha sofrido alguma ameaça. Os detalhes deverão ser esclarecidos com o trabalho de investigação policial.