Durante a brincadeira numa cava de São José dos Pinhais, na tarde quente de ontem, Robson Maia de Lima, o “Robinho”, 16 anos, foi assassinado a tiros. O crime ocorreu por volta das 14h45, num areal ao final da Rua Ieda Solange Ribeiro, no Jardim Ipê.

Familiares de “Robinho” contaram aos policiais militares e guardas municipais que o jovem tinha acabado de almoçar e disse que ia tomar banho na água, que fica represada no areal, a cerca de três quadras de sua casa. Testemunhas relataram que, quando o jovem estava na margem do lago, dois rapazes saíram do matagal, foram na direção do adolescente e o executaram com vários tiros.

Guardas municipais fizeram buscas no mato, mas como é muito grande e dá acesso a várias rotas de fuga, não localizaram os suspeitos.

Silêncio

As testemunhas não souberam dizer aos policiais quem eram os assassinos. Sequer descreveram como eram os matadores. “Nosso trabalho é composto 90% por informações. As pessoas cobram que a polícia solucione os crimes. Mas quando alguém vê alguma coisa, não ajuda a polícia. A população tem que colaborar”, esbravejou um guarda municipal.