Jhonatan de Souza Martins, 15 anos, jogava videogame na noite de ontem com os irmãos Jackson, 17, e o caçula, de 10 anos, quando foi chamado no portão de casa, na Rua João Sérgio Gunha, Moradias Iguatemi, em Araucária.

Ao atender, foi atingido com tiros na cabeça e morreu na hora. Seu irmão Jackson levou uma coronhada e foi encaminhado ao hospital. Para a polícia, este foi mais um assassinado motivado pelo tráfico de drogas.

Segundo o sargento Márcio, da Polícia Militar, eram dois os autores do crime e estavam numa motocicleta. “Eles conheciam a vítima, pois chegaram na frente da casa e chamaram Jhonatan pelo nome”, contou.

Por volta de 20h15 o adolescente saiu de casa para ver quem o chamava. Jackson foi acompanhar o irmão e levou uma coronhada na cabeça, mostrando que Jhonatan era de fato o alvo dos assassinos. Jackson foi encaminhado pelo Siate ao Nis III.

Enquanto o jovem era atendido pelos socorristas, o sargento Márcio conseguiu conversar rapidamente com ele. “O garoto disse que as armas pareciam ser de calibre 22 e que não conhecia os autores. Provavelmente, eles não são da região”, contou.

De acordo com o sargento, Jhonatan seria usuário de droga e, pelas circunstâncias do crime, estaria devendo para traficante. Jacir, pai dos garotos, disse que estava em casa quando o filho foi assassinado.

Abalado, ele não quis comentar o caso, nem falar sobre a vida de Jhonatan, e permaneceu parado em frente ao corpo do adolescente e ao lado de seu filho mais novo, observando o trabalho da polícia.