Gilmar Yared, pai de um dos jovens mortos no acidente que envolveu o ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho, publicou ontem, em seu perfil no Facebook uma suposta infração de trânsito cometida quatro minutos antes e, a poucos metros, da colisão em que o filho morreu.

Segundo Gilmar, o motorista a que foi destinada a multa disse que não entregou antes por medo. Na época do acidente, que ocorreu em 7 de maio de 2009, a empresa Consilux, concessionária dos radares de Curitiba, declarou que um problema impediu o registro de imagens naquela data, nos equipamentos instalados na avenida. Com essa suposta infração em mãos, o pai de uma das vítimas levanta a hipótese de que alguém tenha removido as imagens.

Arquivada

A investigação sobre um suposto esquema pra assassinar Christiane Yared, esposa de Gilmar, em 2012, foi arquivada pelo Gaeco de Guarapuava no ano passado. Segundo o Ministério Público do Paraná, a apuração, que correu sob sigilo, não conseguiu elementos que comprovassem o esquema ou descobrissem o autor da ameaça.

Veja mais:

Christiane Yared espera que multa dê novo fôlego às investigações