Lauro, com boa lábia.

Um velho golpe aplicado por estelionatários continua fazendo vítimas em Curitiba. Desta vez, uma mulher foi ludibriada e perdeu R$ 50 mil no golpe do "bilhete premiado". Um homem acusado de ter participado da ação foi preso por investigadores da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), entretanto nenhuma quantia de dinheiro foi recuperada. Lauro de Godoy Bueno, que já possui antecedente criminal pela prática do mesmo golpe, está preso na carceragem da DFR. Um comparsa dele está sendo procurado pela polícia.

De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, no dia 5 de setembro, uma senhora foi abordada por um indivíduo – que se fazia passar por "caipira" – solicitando informação sobre um endereço. Durante a conversa, um segundo indivíduo, bem vestido e afirmando ser médico, se aproximou deles e disse ao "caipira" que poderia ajudá-lo. Os três continuaram a conversar até que, em determinado momento, o "caipira" tirou de seu bolso um bilhete de loteria. Com uma lábia envolvente, os golpistas convenceram a vítima de que o bilhete era premiado e que ela poderia ficar com ele, mediante o pagamento de R$ 50 mil. Foram marcados dois encontros nos dias seguintes, nos quais a vítima pagou uma parcela de R$ 15 mil e outra de R$ 35 mil.

Depois de constatar que havia sido lesada, ela procurou a polícia. No último dia 20, o suposto caipira foi localizado pelos investigadores e encaminhado à DFR.