O Governo do Estado prometeu abrir aproximadamente 2 mil vagas no sistema penitenciário até o fim do ano, para reduzir o número de detentos custodiados em cadeias. O compromisso do trabalho conjunto para esvaziamento de delegacias e transferência de presos foi firmado ontem durante reunião de secretários estaduais de diversas áreas no Palácio Iguaçu.

Nos próximos dias serão abertas 500 vagas na Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste, no Noroeste do Estado. Outras 230 serão criadas na Colônia Penal Industrial de Maringá. Mais de 800 estarão disponíveis com a implantação de camas adicionais nas unidades prisionais.

Em dezembro de 2010, o número de presos em delegacias era superior a 16 mil. Segundo o Sistema de Informação de Penitenciárias. o número foi reduzido para 11,9 mil.