A polêmica só foi resolvida com a intervenção
de Vilma Rodrigues (ao centro).

Cerca de sessenta pessoas invadiram ontem pela manhã uma área nos fundos da empresa Randon, às margens da Avenida Juscelino Kubitschek, na Cidade Industrial de Curitiba. A alegação dos invasores é que área foi vendida para alguns moradores da Vila Augusta B, que faz divisa com o terreno. Porém eles não possuem qualquer documento que comprove a posse do imóvel. Os invasores prometeram que vão esperar até a semana que vem para resolver a questão, caso contrário, voltarão a invadir.

De acordo com um dos invasores, Osmar Oliveira, a polêmica começou depois de que o suposto proprietário da área resolveu mudar o local de uma cerca que dividia o terreno. “O dono desceu a cerca e pegou parte da área que já tinha sido vendida para algumas famílias. Dessa forma, elas vão ficar prejudicadas, pois compraram a área e agora ele quer a cerca para ele”, disse.

A polêmica só foi resolvida depois de que a presidente da Associação de Moradores da Vila Augusta B, Vilma Rodrigues, negociou com o proprietário a saída dos invasores. Ela afirmou que fez um acordo, em nome das famílias, para aguardar até amanhã a comprovação sobre a posse da área. Vilma disse que também brigará na Justiça para defender os direitos das famílias que pagaram pelos terrenos.