Companheiros do guarda municipal Mauro César Carvalho, 43 anos, prestaram as últimas homenagens ao amigo, no cemitério municipal de Almirante Tamandaré, onde foi sepultado ontem.

Ele foi assassinado, na madrugada de domingo, dentro da Unidade de Saúde São José, Jardim Augusta, Cidade Industrial. É o segundo guarda municipal morto em menos de 30 dias em Curitiba. A polícia segue sem pistas sobre os autores dos crimes.

A investigação é da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), em razão de o colete à prova de balas do profissional ter sumido. No posto não havia sinais de arrombamento, mas indícios de que Mauro lutou com o assassino, antes de ser morto com três tiros de pistola calibre 380.

Outro

O outro latrocínio ocorreu em 16 de junho. Renato César Rodrigues do Nascimento, 39 anos, foi espancado por quatro encapuzados que invadiram sua casa, no Abranches.

Renato foi agredido na frente do filho, de 11 anos, e da mulher. Socorrido pelo Siate, não resistiu aos ferimentos. Os bandidos roubaram vários produtos eletrônicos.