Seis anos depois de molestar o próprio filho, Pedro Batista Soares Morais, 50 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (13) em sua própria casa na rua Antônio Simões de Oliveira, no bairro Sitio Cercado em Curitiba. Pedro tinha um mandado de prisão expedido em seu nome e já estava condenado a 10 anos e dois meses de prisão por molestar um menor.

O filho dele foi estuprado quando tinha apenas nove anos, hoje com 15, segundo a polícia, planejava matar o pai como vingança. “A mãe dele nos contou sobre os planos que o menino tinha. Ela disse que ele estava muito transtornado e mesmo depois de seis anos ainda estava profundamente traumatizado”, disse o investigador Carlos Henrique da Delegacia de Vigilância e Capturas (DVC).

O investigador Antonio Pimentel contou a reportagem da Banda B como foi realizada a abordagem. “Eu fui até o local e conversei com ele me passando por um possível cliente para que não suspeitasse da abordagem policial e fugisse. Quando confirmei que era quem procurávamos e que a equipe poderia entrar avisei o Henrique e nós dois fizemos a prisão dele, sem deixar chance de reação”, revelou Pimentel.

Jadson André - Portal Banda BPimentel e Henrique, equipe de investigação

A ex-mulher de Pedro havia feito a denúncia, mas ele, em seu depoimento, nega as acusações. “Ela fez isso porque tem raiva de mim, porque eu era alcoólatra e era queria me ver longe da família”, disse Pedro. Os investigadores contestam a versão do preso.  “Ele foi denunciado e sentenciado, agora segue para o Centro de Triagem II onde deve cumprir sua pena por pedofilia”, disse o investigador Henrique.