Depois de receberem uma denúncia anônima, investigadores do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) encontraram uma fábrica de bebidas falsificadas na Travessa Laurindo Antônio Segalla, no Cajuru. No local também foi apreendido um revólver calibre 32.

René Francisco Kegler, 37 anos, foi preso em flagrante. Ele alega que a fábrica era de seu pai, mas René é quem aparece em um vídeo feito pelos policiais, explicando como misturava as bebidas, e como fazia as embalagens parecerem originais. A maioria das garrafas de whisky, vodkas e licores, continha apenas uma essência e álcool puro, e por isso todas eram vendidas por preços inferiores às bebidas verdadeiras. Além dos líquidos serem de procedência duvidosa, o envase era feito em más condições de higiene, o que pode causar problemas de saúde em quem consumir as bebidas.

René foi autuado por falsificação de substância alimentícia e posse ilegal de arma de fogo. O Cope continua investigando o caso para identificar os comerciantes que compravam as bebidas dele. “Na minha opinião são mais culpados os donos de bares, que sabiam que estavam vendendo produtos falsificados e colocaram em risco a vida dos clientes”, afirma o delegado titular do Cope, Amarildo Antunes.

Confira no vídeo o processo de falsificação.