Um ladrão invadiu uma loja de brinquedos, na manhã de ontem, perto do terminal do Portão, e saiu de lá com dois tratores debaixo do braço e oito guarda-chuvas na mochila. Ele estava armado com uma faca, mas não ameaçou os vendedores.

Quando avistaram Valter Gomes Rosa, 35 anos, com as embalagens debaixo do braço, os guardas municipais Fernando Ribas e Jerrison, do Grupamento de Motos da GM, no Portão, foram ao encalço do suspeito. Malandro, ele disse que havia comprado os brinquedos, no entanto, logo em seguida surgiu uma funcionária, que corria atrás do ladrão. Depois que ela confirmou o furto, Valter foi preso e levado ao 8.º Distrito Policial.

“A vítima nos contou que foi tudo muito rápido. Ele não chegou a mostrar a faca, porque pegou os produtos que estavam na frente da loja e fugiu”, disse Ribas. “O detido disse que ia dar os brinquedos para o neto e o filho e que venderia os guarda-chuvas”, disse Jerrison.

Garoa

Valter pretendia faturar com a forte garoa da manhã. “Ele venderia os guarda-chuvas no sinaleiro quase em frente à loja. Pela etiqueta, cada um custa R$ 39,90, mas ele não venderia por mais de R$ 20”, observa Ribas.

Valter tem várias passagens por furto e roubo e foi preso em novembro do ano passado pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR). Segundo os guardas, ele é usuário de drogas e saiu da prisão mediante alvará de soltura. O delegado Gerlado Celezinski disse que autuaria Valter por furto tentado.