Três ladrões de residência que costumam agir no São Braz foram presos, por volta das 16h de ontem (12), por policiais militares. Um comparsa conseguiu fugir. Houve perseguição e troca de tiros, mas ninguém ficou ferido. Cristiano Aparecido Borges da Silva, 26 anos; Eduan Otávio dos Santos Silva, 24, Cristiano Belarmino da Silva, 25, foram encaminhados ao 12.º Distrito Policial, em Santa Felicidade. Com os presos, foram recuperados vários objetos e dinheiro levados da residência e um simulacro de pistola.

Os marginais chegaram à residência, na Rua Benjamin Cavet, no Siena placa CZX-2269, possivelmente comprado com documentos falsos. Como os moradores não estavam, eles não tiveram dificuldade em arrombar a casa e recolher aparelhos eletrônicos, joias e dinheiro.

Vizinhos, porém, perceberam a movimentação e ligaram para o 190. Os marginais terminavam de carregar o Siena com os objetos da casa, quando foram cercados pelo 12.º Batalhão da PM, formada pelos soldados Carvalho, Fagner, Fagundes, Zanlorenzi e Moreski. Os bandidos atiraram contra os policiais, que foram obrigados a revidar. O Siena ficou peneirado. Mas os ladrões foram protegidos pela “barreira” formada pelos objetos amontoados no carro.

Fuga

Durante o confronto, dois dos marginais fugiram no carro e os outros a pé. O carro foi perseguido e localizado a cerca de cinco quadras. Um dos que fugiu a pé também foi cercado. O outro conseguiu escapar. Como apenas um simulacro de arma foi apreendido, o soldado Carvalho acredita que as armas foram dispensadas durante a perseguição.”Várias pessoas contaram que eles vinham praticando vários furtos na região, com o mesmo carro”.

Carvalho informou que dois dos presos contam com mandado de prisão por roubo e furto. Os dois Cristiano haviam sido presos em outubro do ano passado, depois de tentar assaltar uma residência no Jardim das Américas.